Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Marketing e Lançamentos | 16/09/2011 | 14h20

MAN lança linha Euro 5 e promete investimentos

Novos caminhões P7 trazem surpresas

Paulo Ricardo Braga, Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Paulo Ricardo Braga, AB
Do Rio de Janeiro


A MAN anuncia nas próximas semanas um novo e expressivo pacote de investimentos no parque industrial de Resende (RJ), onde opera seu consórcio modular para fabricação de caminhões e chassis de ônibus. A revelação foi feita na sexta-feira, 16, pelo presidente da MAN Latin America, Roberto Cortes, que apresentou na cidade do Rio de Janeiro a nova linha de caminhões MAN e Volkswagen com motorização Euro 5, atendendo à legislação de emissões do Proconve P7 que entra em vigor no País a partir de janeiro de 2012.

“Haverá aportes expressivos”, antecipou o executivo, descartando a construção de uma nova fábrica. “Temos muitas oportunidades para expandir as instalações atuais”, disse. A empresa aplica atualmente R$ 110 milhões na unidade, junto com os parceiros de negócios, para a construção de um parque de fornecedores. A MAN, por meio da marca Volkswagen, completa 30 anos de atividade no Brasil em 2011 e comemora 15 anos da fábrica de Resende.

EGR e melhorias extras

A MAN utilizará a tecnologia SCR, mas a surpresa na linha de caminhões 2012, que já está sendo produzida em Resende, é a adoção também da tecnologia de recirculação de gases EGR no tratamento de emissões dos veículos VW com motores MAN, que serão manufaturados pela MWM International na fábrica de Santo Amaro, em São Paulo. A marca será a única a utilizar a tecnologia no mercado brasileiro e assegura que tem extensa experiência na sua aplicação na Europa. O EGR dispensa o uso de solução de ureia (Arla 32) do sistema SCR, adotado pela maioria dos fabricantes de veículos pesados diesel no País, por ser considerado mais robusto em suportar o possível uso de combustível com tero de enxofre superior a 50 ppm (partes por milhão).

“Renovamos completamente a linha de caminhões”, assegurou Ricardo Alouche, diretor de vendas e marketing. Além de agregar as tecnologias de emissões necessárias, a empresa tratou de incorporar melhorias na embreagem, transmissões, freios, painel de instrumentos e outros sistemas. A cabine ganhou novo acabamento.

MAN e Volkswagen ao mesmo tempo

Os modelos Worker não vão sair de linha, como se especulou no mercado, e a marca Volkswagen continuará sendo aplicada aos veículos. “Indefinidamente”, enfatizou Alouche. Ele observou que a MAN LA atuará em “dual brand” com o lançamento dos primeiros caminhões com a marca MAN, o TGX 29.440 6x4 e o TGX 22.440 6x4, ambos com motor de 440 cavalos e caixa de transmissão de 16 velocidades. A diferença principal é a redução nos cubos, no eixo traseiro do 22.440. Os dois modelos serão comercializados inicialmente pelo sistema de consórcio, em 100 meses, com taxa de 11,9%.

“A MAN atuará na faixa de potência acima de 400 cavalos”, definiu o diretor. Ele informou que os primeiros caminhões da marca foram encomendados pela transportadora espanhola Megabiaga, que passa a atuar no Brasil para transportar equipamentos destinados a geradores eólicos.



Tags: MAN, Volkswagen, Roberto Cortes, P7, Euro 5, legislação, emissões, EGR, SCR.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência