Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Política e Legislação | 05/09/2011 | 11h30

Idec encontra distorções na venda de opcionais para carros 1.0

Diferenças elevadas de preço e discrepância entre sites de montadoras e concessionárias foram alguns dos problemas apontados

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) com as principais montadoras revela que os preços dos opcionais de carros populares têm diferença até 78%. Mesmo a comparação entre pacotes iguais de uma mesma empresa revela diferenças que chegam a quase R$ 2 mil.

O Idec levantou valores de opcionais de carros das cinco montadoras que oferecem carros populares: Chevrolet Celta LS, Fiat Palio Fire Economy, Ford Ka, Renault Clio e Volkswagen Gol. O ar-condicionado foi o único item disponível para venda separadamente nas concessionárias de todas as empresas pesquisadas. No entanto, o levantamento demonstrou uma variação que chega a 78% no preço (entre o opcional do Gol e do Ka).

Ar-condicionado

Chevrolet R$ 3.400
Fiat R$ 2.823
Ford R$ 4.810
Renault R$ 2.850
Volkswagen R$ 2.700

Em seu estudo, provavelmente por não levar em conta a viabilidade técnica da oferta individual de certos itens, o Idec aponta não tê-los encontrado “descasados” de outros itens, nem mesmo nas concessionárias. O instituto cita o Código de Defesa do Consumidor (CDC), que considera crime a venda casada. O Idec também alega desencontros de informações e grande variação de preços.

Na maior parte dos casos, os kits de opcionais são ofertados sem descrição dos valores de cada item. Como cada montadora compõe um pacote diferente, ficam comprometidas a avaliação separada e a comparação exata. Ainda assim, alguns itens como travas e vidros elétricos puderam ser comparados entre algumas marcas:

Travas elétricas

Chevrolet R$ 240
Fiat não informado
Ford não informado
Renault R$ 400
Volkswagen R$ 490

Vidros elétricos

Chevrolet R$ 890
Fiat não informado
Ford não informado
Renault R$ 900
Volkswagen R$ 700

A pesquisa também apontou desencontro de informações entre concessionária e site e até nos mesmos canais de atendimento. O instituto usa como exemplo o kit com airbag duplo do Ford Ka (kit –KP01). No site, o valor era de R$ 7.940 e na concessionária, R$ 9.870.

O Idec queixa-se também do que chama de “abusos” da VW. Para a compra de direção hidráulica e ar-condicionado, site e concessionária informam pacotes distintos, com diferença de R$ 4.000.

No site, o conjunto disponível (chamado de Kit VI) com ar e direção inclui vários outros itens que formam preço a R$ 6.200. Contudo, quando solicitado à concessionária um conjunto que contivesse direção hidráulica e ar-condicionado foi oferecido o pacote Trend, bem mais em conta (R$ 2.200) por incluir funções mais simples que as do Kit VI.

Ainda dentro da VW, para a compra do kit de segurança (freios ABS e airbag) a concessionária informou dois valores diferentes, ora R$ 2.800, ora R$ 3.500. No site, porém, o valor do pacote era de R$ 2.310 e estava atrelado à aquisição compulsória de outros componentes, levando a um total de R$ 5.720.

Para Guilherme Varella, advogado do Idec, a pesquisa torna evidente a falta de comprometimento das empresas com os clientes. “Sugerir a compra do carro completo e indicar apenas um item de valor alto, sem possibilidade de negociação dos componentes, representa restrição à liberdade de escolha do consumidor”, ressalta.

O resultado da pesquisa foi enviado às montadoras. Apenas a Chevrolet não respondeu. O Idec também encaminhou a pesquisa ao Departamento de Defesa do Consumidor (DPDC), ao Ministério Público Federal e à Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Veja as respostas das outras montadoras:

- a Fiat confirmou que não vende produtos opcionais separadamente e alega que os conjuntos não configuram venda casada porque não estão atrelados à compra do veículo;

- a Ford também disse que os kits não configuram venda casada, mas “meras opções de produtos que facilitam a escolha dos clientes”;

- a Renault afirmou que o Clio é vendido em diferentes versões e que aquilo que o Idec identificou não é venda casada. São “configurações de fábrica” disponíveis para escolha do cliente;

- a Volkswagen informou que as configurações de seus veículos são programadas de acordo com a demanda de mercado e que alguns componentes são estruturados conjuntamente por necessidades técnicas, mas não explicita quais são eles nem quais as necessidades técnicas.

A pesquisa do Idec foi feita entre os dias 20 e 25 de julho. O levantamento foi realizado a partir da consulta aos sites das montadoras e a duas concessionárias de cada marca na cidade de São Paulo (por telefone). Em uma, o pesquisador (que se fez passar por um consumidor interessado em comprar um carro) perguntou sobre ar-condicionado e direção hidráulica e, na outra, sobre os demais itens de conforto (vidros elétricos, travas elétricas, limpador e desembaçador traseiros) e os de segurança (airbag e freios com sistema ABS).

Tanto no site como nas lojas foram verificados os preços e a opção de adquirir isoladamente itens de conforto e de segurança dos modelos mais básicos de cada marca, todos com motor 1.0, pintura sólida e duas portas (com exceção do novo Gol, que só é fabricado com quatro portas).



Tags: Idec, Chevrolet Celta LS, Fiat Palio Fire Economy, Ford Ka, Renault Clio, Volkswagen Gol, ar-condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos, travas elétricas, DPDC, Anfavea, CDC.

Comentários

  • EDCARLOS

    A FIAT ALEGA NÃO USAR A PRATICA DE VENDA CASADA, PORÉM AO TENTAR MONTAR O GRANDSIENA NO SITE DA MONTADORA, PARA VOCÊ ESCOLHER UM ITEM QUE TEM SEU PREÇO INDIVIDUAL ELES OBRIGAM A ESCOLHA DE OUTRO QUE NÃO TEM NADA A VER COM O QUE VOCÊ QUER, EM ALGUNS CASOS AINDA OBRIGAM A COMPRA DE UM TERCEIRO ITEM, SEM FALAR NA OBRIGATORIEDADE DE FAZER A DOCUMENTAÇÃO COM ELES PAGANDO 3 VEZES MAIS O VALOR REAL. E AINDA ALEGAM NÃO SER VENDA CASADA?

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência