Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 30/08/2011 | 20h59

Bancos não vão quebrar, diz o Bradesco

Dólar ficará onde está e PIB evoluirá 3,5%

Automotive Business

Paulo Ricardo Braga, de Curitiba

A economia global crescerá ao redor de 4% nos próximos dois anos. Se os Estados Unidos e a Europa patinarem, a taxa cairá para a casa dos 3%. A previsão é de Fabiana D’Atri, economista sênior do Bradesco e mestre pela FGV na análise de cenários internacionais. Durante o Fórum Diesel, promovido pela SAE Brasil dia 30 em Curitiba, na Universidade Positivo, ela garantiu que não há sinais de quebras de bancos.

“Os recursos continuarão fluindo para onde há crescimento, na direção dos emergentes”, sentenciou, avisando que haverá desprezo pela moeda norte-americana e que commodities continuarão sendo os pilares das exportações brasileiras, para as quais já contribuem com 70% da receita.

A expectativa do Bradesco indica manutenção da Selic atual na reunião do Copom nesta quarta-feira. O dólar deverá oscilar entre R$ 1,60 e R$ 1,65 pelos próximos meses, enquanto o PIB evoluirá ao ritmo de 3,5% nos próximos anos. A criação de empregos está no patamar de 150 mil postos por mês, especialmente porque o volume de investimentos prossegue em níveis nunca antes registrados.



Tags: Bradesco, economia, Universidade Positivo, SAE Brasil, PIB, Selic, Copom.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência