Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Política e Legislação | 26/08/2011 | 18h07

Caminho da Escola distribui 300 bicicletas no DF

Programa prevê a entrega de 26 mil unidades em 70 municípios

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

Nesta sexta-feira, 26, o Caminho da Escola - Bicicleta Escolar entregou as primeiras 300 unidades para estudantes do Recanto das Emas, região administrativa do Distrito Federal (DF). O programa do Ministério da Educação, que prevê a entrega de 26 mil bikes, pretende facilitar o transporte de estudantes que moram a até 7 quilômetros da escola.

Procurada por Automotive Business, a Abraciclo, associação que reúne os fabricantes de veículos de duas rodas, afirmou não saber qual é a empresa responsável pela produção das bicicletas do plano. A entidade destaca apenas que há mais de um fornecedor envolvido para garantir a eficiência das entregas e a manutenção das unidades. A participação da associação ficou restrita ao projeto da bicicleta adequada para o programa.

As bikes são amarelas, com detalhes em preto, e serão entregues com capacetes. Para receber o meio de transporte, o aluno firma um termo de compromisso e assume a responsabilidade pelo uso e conservação da unidade. No fim do ano os estudantes devolvem as bicicletas para as escolas.

As unidades são doadas pelo governo federal aos municípios, que decidem a melhor forma de usá-las. Há ainda a possibilidade de doar a bike ao aluno após dois ou três anos de utilização, condicionada à assiduidade na escola e às notas nas provas.

Com informações da Agência Brasil



Tags: Caminho da Escola, bicicleta, bike, escola, Ministério da Educação.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV