Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Segurança | 11/08/2011 | 17h36

Demanda por airbag e ABS avança no Brasil

Alta é impulsionada pela maior oferta de veículos equipados com os sistemas

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

Pesquisa realizada pela Bosch aponta que a procura dos brasileiros por veículos equipados com airbags e freios ABS segue em expansão. A companhia aponta que a demanda é impulsionada pela conscientização do consumidor e pelo aumento da oferta de modelos equipados com os sistemas.

Em 2010, 23% dos veículos de passageiros emplacados eram equipados com ABS. O índice é superior ao registrado em 2008, quando 19% dos modelos comercializados tinham a tecnologia. A maior parte do crescimento está nos segmentos de hatchbacks e sedãs nacionais que, no ano passado, alcançaram 69% de índice de instalação da tecnologia.

Entre os carros populares o número ainda é baixo, de apenas 7%. A procura por veículos equipados com airbags aumentou em ritmo ainda maior e chegou a 26% em 2010. O índice ficou em 19% em 2008.

A produção de mais modelos nacionais equipados com as tecnologias de segurança é consequência das resoluções do Contran, que determinam adoção gradativa obrigatória destes equipamentos para que, em 2014, 100% dos veículos saiam de fábrica equipados com os sistemas. Ao divulgar a pesquisa, a Bosch destacou dados do Cesvi Brasil, Centro de Experimentação e Segurança Viária, que indicam que o airbag poderia evitar a morte de 490 pessoas no trânsito anualmente (1,4% das 35 mil mortes/ano) e evitar ferimentos em mais de 10 mil pessoas.

Foto: sistema de airbags da Honda



Tags: segurança, Bosch, airbag, ABS, Cesvi.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV