Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 09/08/2011 | 17h22

Conheça detalhes do novo complexo da Fiat

Pista de testes é uma das boas novidades.

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Paulo Ricardo Braga, AB

O projeto da Fiat para Pernambuco nada tem de modesto. Com recursos que podem chegar a R$ 10 bilhões, injetados pela montadora e seus fornecedores estratégicos, o núcleo do futuro polo automotivo do Nordeste terá uma arquitetura integrada, aproximando a linha de montagem dos veículos, sistemistas, núcleo de capacitação profissional, centros de desenvolvimento tecnológico e campo de provas, conforme mostra o vídeo abaixo.

A intenção revelada pela empresa é criar uma fábrica de veículos sustentável, de baixo impacto ambiental, reproduzir as melhores práticas propostas pelo sistema de gestão ambiental do grupo Fiat e operar dentro das regras do sistema de manufatura de classe mundial da marca. As ruas internas serão pavimentadas com asfalto produzido a partir de pneus reciclados. A água utilizada no processo industrial será tratada e reutilizada.

O projeto sugere que a fábrica será um pólo irradiador de capacitação de pessoal para projeto e desenvolvimento, com uma ponte que envolverá as universidades federal e estadual de Pernambuco e o Instituto Politécnico de Turim, onde estudará um grupo pioneiro de 50 jovens engenheiros.

Cledorvino Belini, presidente do Grupo Fiat para a América Latina, explicou que a decisão de investir no estado decorre do cenário favorável de mercado para os próximos anos, com projeção de expansão de vendas de automóveis e comerciais leves em todas as regiões do País, com destaque para o Nordeste. Ele esclarece, também, que o novo projeto tornou-se possível porque a empresa localizou uma área contínua que comportará todo o polo automotivo projetado.

O projeto do complexo automotivo foi projetado originalmente para ocupar área reservada em Suape (menor que a nova), mas acabou transferido para Goiana, atendendo recomendação do governo de Pernambuco. A mudança teve o propósito de evitar o crescimento desordenado do complexo industrial existente na região e economizará US$ 200 milhões em obras de terraplanagem, que não serão necessárias em Goiana. A verba será aplicada pelo governo na infraestrutura logística para a nova área, com a construção do novo porto de Atapuz, obras rodoviárias e um aeroporto de cargas na ilha de Itapessoca, próximo à praia de Ponta de Pedras.

Com 14 milhões de metros quadrados em área contínua, 80 metros acima do nível do mar, em condições topográficas favoráveis, o terreno fica na Zona da Mata, norte de Pernambuco, próximo de Recife. O polo automotivo poderá expandir-se com a formação de um segundo parque de fornecedores, em terreno à parte, de 1,4 milhão de metros quadrados, entre os municípios de Recife e Goiana. A Fiat também manterá centro logístico em Suape, que continuará a ter importância estratégica para o projeto.

A Fiat programou para o pólo automotivo um campo de provas de nível mundial para executar testes de veículos da América Latina, que abrirá oportunidades também para Fiat Powertrain. A empresa assinala que no Brasil não encontra um lugar para avaliar veículos de produção, protótipos e lançamentos, tarefas realizadas em estradas públicas ou na Itália.

Confira aqui o plano apresentado pela Fiat para a fábrica de Pernambuco.


Entenda como vai funcionar a nova planta da Fiat:





Tags: Fiat, fábrica de veículos, polo automotivo, pistas de provas, Goiana.

Comentários

  • Edinaldo

    Sou paulista, filho de Pernambucanos e morei 15 anos em Pernambuco. Todo que vejo nessa notícia é que estava mais do que na hora de Pernambuco ter sua chance na historia desse pais. parabens Pernabuco, parebens Fiat por sua escolha; a Fiat vai se supriender com o povo maravilhoso que é o pernabucano.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência