Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 09/08/2011 | 17h20

Fiat revela os novos planos para Pernambuco

Complexo pode receber R$ 10 bi e fabricar 250 mil veículos/ano.

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Texto atualizado em 10/08 às 9h45

Paulo Ricardo Braga, AB

A Fiat revelou os novos planos para a fábrica que colocará em operação no início de 2014, em Goiana, PE, próximo de Recife, para montar 200 mil a 250 mil veículos por ano. Centro de um polo automotivo integrado que pretende alcançar alta produtividade, a unidade receberá investimento de até R$ 4 bilhões (o comunicado da Fiat falava em R$ 3,0 bilhões a R$ 3,5 bilhões, cifra depois alterada na apresentação do programa, disponível aqui) e o número de postos de trabalho deve superar a previsão inicial de 3,5 mil.

O empreendimento, que parte do zero, vai além de materializar o sonho do ex-presidente Lula de estender a presença da indústria automobilística ao Nordeste. O complexo complementará as operações da fábrica de Betim e terá recursos adicionais, como áreas de desenvolvimento e pistas de provas, e permitirá até mesmo a troca de componentes e serviços com a unidade mineira. Confira no video abaixo como vai funcionar a nova planta:





Investimentos

O programa é ambicioso. Avalia-se que os investimentos totais podem ultrapassar R$ 10 bilhões, com a montadora avalizando uma parte dos aportes para empresas estratégicas, como a Fiat Powertrain, que terá uma unidade de produção de novos motores (possivelmente inaugurando o ingresso da marca no campo dos motores com estrutura de alumínio) e a Magneti Marelli, fabricante de componentes eletrônicos do grupo.

A Fiat entregou no Ministério da Integração Nacional carta-consulta para levantar R$ 5,8 bilhões de fontes públicas para o financiamento do complexo industrial no Nordeste. Segundo informações extraoficiais da Folha de Pernambuco, R$ 1,2 bilhão viriam do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste, administrado pela Sudene, R$ 800 milhões do Banco do Nordeste e R$ 3,8 bilhões do BNDES.

A fábrica de Pernambuco é considerada estratégica para a Fiat manter a liderança do mercado e expandir a capacidade de produção. O mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves fechou o ano de 2010 com um volume de vendas de 3,3 milhões de veículos (760 mil veículos da marca Fiat), mas estudos indicam que já em 2014 podem ser emplacados 4,7 milhões de automóveis e comerciais leves.

"A Fiat e o Estado de Pernambuco estabelecem uma relação duradoura, produtiva e transformadora, que beneficiará toda a economia e toda a sociedade”, disse Cledorvino Belini, presidente da Fiat para a América Latina. “Estamos dando início formal a nova fase na história de 35 anos da Fiat no Brasil, ao mesmo tempo que ajudamos a construir uma etapa importantíssima do desenvolvimento de Pernambuco”, observou.

A Fiat comemorou os 35 anos de inauguração da fábrica em Betim no dia 9 de julho. A marca já contabilizou a montagem de mais de 12 milhões de veículos e lidera o ranking de vendas nos últimos nove anos.

A Fiat vem se preparando para se instalar em Pernambuco há mais de um ano. Primeiro, comprou discretamente, por meio da Magneti Marelli, a fabricante de chicotes elétricos TCA, em Jaboatão dos Guararapes. Com a TCA veio junto um pacote de incentivos fiscais estaduais que serão usados também para a fábrica de automóveis. Depois, no segundo semestre do ano passado, a montadora negociou com o governo federal a inclusão da nova unidade industrial nos benefícios fiscais da Lei 9440, que até 2015 isenta os carros fabricados no Nordeste e Centro-Oeste de parte do IPI, entre outros incentivos tributários para a construção da fábrica.



Confira aqui o plano apresentado pela Fiat para a fábrica de Pernambuco.



Tags: Fiat, fábrica de automóveis, Goiana, polo automotivo, Fiat Powertrain, Magneti Marelli.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência