Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 05/08/2011 | 12h34

Brasil mantém 5ª posição entre os mercados globais

Volkswagen lidera vendas com 2,51 milhões de carros no mundo

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

A Jato Dynamics divulgou o levantamento das vendas globais de carros de passeio no primeiro semestre. A China liderou o ranking como maior mercado, com 6,95 milhões de emplacamentos. Em seguida estão os Estados Unidos, com 6,33 milhões de veículos, o Japão, com 1,90 milhão, e a Alemanha, que comercializou 1,73 milhão de automóveis. O Brasil foi o quinto maior mercado, com 1,63 milhão de unidades.

A consultoria responsável pelo estudo projeta que a China siga em ritmo de expansão para fechar o ano com alta entre 10% e 12% nas vendas e consolidar a posição de maior mercado mundial. O Brasil, no entanto, começa a ter a posição ameaçada pela evolução das vendas na Índia, que chegaram a 1,46 milhão de veículos no primeiro semestre.



Marcas

Entre as marcas, quem liderou as vendas foi a Volkswagen, com 2,5 milhões de carros. A Ford ficou em segundo lugar e a Toyota caiu para a terceira posição. A coreana Kia garantiu a nona colocação mas cresceu 22,7% em relação ao mesmo período de 2010, o maior avanço entre as 10 maiores marcas do mundo.



Tags: venda, Jato Dynamics, veículo, carro, global.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência