Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 22/07/2011 | 18h58

Barros: fôlego novo na Meritor aos 55 anos

Empresa prepara novos avanços na região

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Foto: Silvio Barros, diretor geral da Meritor

Redação AB

Como é usual em dias especiais na fábrica de Osasco, próximo a São Paulo, a Meritor abriu o dia 16 de julho com uma reunião de todos seus colaboradores. Além de revisitar os 55 anos de existência da empresa no Brasil, os diretores aproveitaram a ocasião para analisar as transformações recentes da operação local, com a abertura de uma fábrica para cardans, contratação de pessoal, novos investimentos no parque de fornecedores da MAN, em Resende (RJ), e modernização das instalações principais, onde produz eixos.

"Houve mudanças profundas no perfil da companhia, que no início do ano deixou os negócios voltados para veículos leves para se concentrar exclusivamente em sistemas para veículos comerciais", explicou Sílvio Barros, diretor geral, assegurando que a Meritor passa por um dos melhores momentos de sua história no País.

A empresa conclui um ciclo de investimentos importante, que coincide com o aquecimento do mercado de caminhões e ônibus, e já se sabe que há planos em gestação na matriz para avanços estratégicos na região. "Queremos estar prontos para acompanhar o fôlego do mercado, que é bastante promissor", observa Barros. Ele costuma afirmar que o segmento de caminhões entrou em voo de águia na região: alto e de longa duração.

Principal fornecedor de eixos e sistemas para o drivetrain de veículos comerciais pesados na América do Sul, a partir da operação brasileira, a empresa atua como fornecedor completo, oferecendo aos fabricantes de caminhões, reboques, ônibus e veículos especiais todos os componentes que transmitem a força do motor da caixa de transmissão até as rodas.

A Meritor tem raízes associadas a marcas como Braseixos e Rockwell. A companhia surgiu em 1956, como fruto da iniciativa de empreendedores locais e internacionais, um mês depois do presidente Juscelino Kubitschek assinar o decreto de criação do GEIA – Grupo Executivo da Indústria Automobilística, considerado o ponto de partida para construção do parque industrial automotivo.

O portfólio atual de produtos compreende eixos, cardans, sistemas de suspensão, cubos de roda, tambores e freios, oferecidos na região com suporte de engenharia global para projeto e aplicação local. A Meritor trabalha ao lado da maioria dos fabricantes de veículos comerciais e oferece serviços de aftermarket por meio de uma rede de distribuidores.

No Brasil

A Meritor do Brasil possui fábricas de eixos e cardans em Osasco, próximo ao Rodoanel de São Paulo, e mantém joint ventures com a Randon na Suspensys (suspensões e eixos para reboques) e Master (cubos de roda, tambores e freios), com fábricas em Caxias do Sul (RS).

A companhia tornou-se especialista em empreendimentos estruturados sob regime de colaboração, participando do Consórcio Modular na fábrica da MAN, em Resende, onde oito sistemistas produzem caminhões e chassis de ônibus de forma integrada, em condomínio. Junto com a Suspensys, a Meritor constrói uma nova fábrica no parque de fornecedores da MAN.

A companhia programou investimentos expressivos na América do Sul para acompanhar a forte demanda de veículos comerciais pesados na região e prepara a introdução de novas técnicas de manufatura, como solda a laser, linhas avançadas de usinagem e famílias de eixos modernas, em processo de projeto e homologação.

Fusões e aquisições

Com o nome de Cresa, a organização foi estruturada a partir da união entre a Cobrasma – Companhia Brasileira de Material Ferroviário S.A e a divisão da Rockwell Spring & Axle Co., chamada Timken-Detroit Axle Division, a maior produtora de eixos para caminhões à época.

Na configuração atual, a Meritor é o resultado de uma série de fusões e aquisições em trajetória paralela ao desenvolvimento da indústria automobilística, especialmente dos segmentos de caminhões e ônibus, para os quais se tornou o principal fornecedor de eixos pesados.

A Cresa foi absorvida pela Cobrasma Rockwell Eixos S.A., sucedida pela Braseixos Rockwell, que se chamou depois apenas Braseixos e ainda Rockwell Braseixos. A Meritor do Brasil surgiu de um spin-off do braço automotivo da Rockwell International e absorveu a operação no Brasil, acabando por unir-se em joint venture com a Arvin em 2000, sob a razão social de ArvinMeritor.

Em 2010 a corporação vendeu os negócios globais voltados para veículos leves e decidiu concentrar a atuação no segmento de sistemas e componentes para veículos comerciais pesados. No Brasil a mudança consolidou-se no início de 2011, com a venda das divisões remanescentes em Limeira, no interior paulista.

Com novo perfil, a companhia anunciou a mudança de seu nome para Meritor, Inc., e passou a se dedicar exclusivamente ao mercado de veículos comerciais e industriais nas principais regiões do mundo.

"Trouxemos de volta o nome Meritor, que ganhou expressiva reputação no mercado de veículos comerciais e representa também a marca dos produtos", afirma Barros.



Tags: Meritor, Consórcio Modular, Suspensys, Randon, Freios Master, Braseixos, Rockwell.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência