Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Motociclos | 08/07/2011 | 18h05

Brasil já tem uma motocicleta para cada 11 habitantes

País se aproxima de nações como Espanha e Japão nesse quesito.

Mário Curcio, AB

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Mário Curcio, AB

O Brasil já tem uma moto para cada 11 habitantes. Em 2000, essa proporção era de uma para 43. Os números foram divulgados nesta sexta-feira, 8, pela Abraciclo, entidade que reúne fabricantes de motocicletas. De acordo com a associação, o País só fica abaixo da Itália (uma moto para cada 6,4 habitantes), Espanha (uma para 9,4) e Japão (uma para 9,8). Na comparação com outros veículos, porém, a moto ainda leva desvantagem. Considerando carros, comerciais leves, caminhões e ônibus, existe um veículo para cada 5,9 pessoas.

Produção e vendas

A produção de motos neste primeiro semestre atingiu 1.078.884 unidades, alta de 25% na comparação com o mesmo período do ano passado. E as vendas no atacado (do fabricante para as concessionárias) também cresceram (em 18%) na comparação com os seis primeiros meses de 2010.

A venda de veículos de duas rodas vem ganhando importância fora dos Estados tradicionais. “O Nordeste já apresenta um ‘empate técnico’ com o Sudeste”, afirma o diretor da Abraciclo, Moacyr Paes. No primeiro semestre de 2011, 34,09% das vendas do setor ocorreram no Nordeste e 34,83% no Sudeste (tradicionalmente o maior mercado).

Outro crescimento foi significativo foi da participação de motos flexíveis. Elas já respondem por 47% das vendas totais, embora somente uma fábrica, a Honda, tenha produtos desse tipo (em outubro a Yamaha mostrará a YS 250 Fazer bicombustível, mas não se sabe se ela chegará às lojas este ano).

Mercado crescente, segurança em jogo

Os números que mostram a distribuição das motos por região são fornecidos pelo Denatran, que toma por base os emplacamentos de veículos. No Nordeste, porém, esses dados não são tão fiéis à realidade porque muitas vezes as motos não são documentadas. Para efeitos estatísticos, elas se equivalem às crianças que nascem e não ganham certidão de nascimento.

Outro cenário negativo desta região refere-se às licenças para dirigir. Levantamento feito pela Abraciclo mostra que os Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Piauí, Sergipe, têm mais motocicletas do que pessoas habilitadas na categoria A, exigida para pilotá-las. Por falta de fiscalização.



Tags: Motos, motocicletas, Abraciclo, Moacyr Paes, Nordeste, Sudeste, Denatran, Honda, Sindipeças.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência