Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 07/07/2011 | 19h50

A engenharia financeira da Fiat em Pernambuco

Montadora pode garantir financiamento público de R$ 6 bilhões.

Pedro Kutney, Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Pedro Kutney, AB

A Fiat começou a desenhar a engenharia financeira para a construção de seu novo parque industrial pernambucano, em Suape ou Goiana (leia aqui a novidade) para onde pretende levar um bom número de fornecedores. Somente na fábrica de automóveis serão investidos R$ 3 bilhões, conforme a empresa já confirmou no fim de 2010, quando anunciou a nova unidade no País. Mas os investimentos totais de toda a cadeia automotiva na região poderão ultrapassar a casa dos R$ 10 bilhões, segundo informou ao jornal Folha de Pernambuco o superintendente da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), Paulo Fontana. E a Fiat, de acordo com fontes internas da companhia, poderá avalizar uma parte desses recursos para empresas que considera estratégicas para o sucesso de seu empreendimento.

Na terça-feira, 5, em Brasília, a Fiat entregou no Ministério da Integração Nacional uma carta-consulta para levantar R$ 5,8 bilhões de fontes públicas para o financiamento do complexo industrial no Nordeste. Segundo informações extraoficiais da Folha de Pernambuco, R$ 1,2 bilhão viriam do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), administrado pela Sudene, R$ 800 milhões do Banco do Nordeste (BNB) e R$ 3,8 bilhões do BNDES. Além de financiar a própria fábrica, a Fiat também estaria reservando recursos para fornecedores e outras empresas do grupo, como a Fiat Powertrain, que terá uma unidade de produção de motores em Pernambuco.

Complexo automotivo

Dentro do novo complexo automotivo de Pernambuco (em Suape ou Goiana), além da fábrica de automóveis, a Fiat terá uma pista de testes, um centro de pesquisas e mais de uma dúzia de fornecedores-chave. A ideia é replicar em Pernambuco o mesmo modelo de sucesso de Betim (MG), onde a Fiat produz no sistema just in time com 80% de seus fornecedores a menos de 200 km de distância.

Seria agora a vez de fazer a “pernambucanização” da cadeia de suprimentos, como já foi feita a “mineirização”, conforme disse Cledorvino Belini, presidente do Grupo Fiat na América Latina, em recente reunião com os principais fornecedores. Segundo pessoas próximas às negociações, existe inclusive a possibilidade de abertura de um segundo parque industrial automotivo em Suape, para abrigar alguns dos “fornecedores dos fornecedores” da Fiat na região. Ao todo, a cadeia de suprimentos poderia somar 50 fabricantes de componentes.

Incentivos

A Fiat vem se preparando para se instalar em Pernambuco há mais de um ano. Primeiro, comprou silenciosamente a fabricante de chicotes elétricos TCA em Jaboatão dos Guararapes, operação que já transferiu para o braço fabricante de sistemas automotivos do grupo, a Magneti Marelli (leia mais aqui). Com a TCA veio junto um pacote de incentivos fiscais estaduais que serão usados também para a fábrica de automóveis.

Depois, no segundo semestre do ano passado, a Fiat negociou com o governo federal a inclusão da nova unidade industrial nos benefícios fiscais da Lei 9440, que até 2015 isenta os carros fabricados no Nordeste e Centro-Oeste de parte do IPI, entre outros incentivos tributários para a construção da fábrica.



Tags: Fiat, Suape, Pernambuco, fábrica, investimento, BNDES, BNB, FDNE, Sudene.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência