Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Caminhões e Ônibus | 30/06/2011 | 18h02

Mercedes eleva produção e contrata 1,25 mil

Empresa abre 3º turno no ABC e 2º na Argentina

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

A Mercedes-Benz confirmou nesta quinta-feira, 30, a contratação de 1,25 mil funcionários, dos quais 200 já foram efetivados desde abril. As novas contratações começam em julho e o maior contingente, de 950 pessoas, é para a fábrica de São Bernardo do Campo (SP), sendo que 542 deles irão abrir o terceiro turno de trabalho da linha de montagem de caminhões (foto), que começa a operar em agosto próximo. No mesmo mês também entra em operação o segundo turno de produção da linha Sprinter na Argentina, que absorverá mais 250 empregados, além de outros 50 para a produção no país vizinho do caminhão semipesado FPN 1720.

A criação do terceiro turno em São Bernardo faz parte da estratégia de crescimento da empresa no País que, em 2010, iniciou programa de investimentos de R$ 1,5 bilhão até 2013. O aporte permitirá elevar a capacidade da antiga fábrica e transformar a planta de Juiz de Fora (MG) para a produção do caminhão leve Accelo e do pesado Actros a partir de 2011. A unidade mineira, que montava automóveis, conta com 870 trabalhadores, dos quais 360 estão sendo treinados em São Bernardo e outros 40 na Alemanha.

“Como maior fabricante de veículos comerciais da América Latina, pretendemos ampliar nossa competitividade na região e decidimos adotar o terceiro turno para a fabricação de caminhões no Brasil”, afirmou em comunicado Jürgen Ziegler, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO para América Latina.

Ziegler informa que este ano a Mercedes está próxima de atingir a capacidade técnica para produzir 75 mil caminhões e ônibus por ano na fábrica do ABC paulista. Ele entende que o volume permitirá atender ao mercado interno e às exportações. A expectativa para os próximos dez anos é de evolução do mercado de caminhões alinhada com o crescimento do PIB.

Com as novas contratações, a Mercedes-Benz do Brasil eleva para 14.350 o número de empregados nas unidades de São Bernardo do Campo, Campinas e Juiz de Fora, mantendo a posição de maior empregadora entre as empresas do setor de veículos comerciais na América Latina.

Argentina

A Mercedes-Benz leva novo fôlego à operação argentina com a contratação de três centenas de trabalhadores (serão agora 1,8 mil) e aposta no potencial do mercado local e nas exportações. Em maio, a empresa iniciou a produção do caminhão semipesado FPN 1720 no Centro Industrial Juan Manuel Fangio, em Buenos Aires, com a expectativa de produzir de 500 a 700 unidades lá até o fim deste ano.

A estratégia de aumentar a produção na Argentina está focada inicialmente em atender ao Programa Nacional de Renovación de Flota, implantado este ano pelo governo, que pretende oferecer aos transportadores taxas atrativas e facilidades de acesso ao crédito para a compra de caminhões novos.



Tags: Mercedes-Benz, Actros, Accelo, Jürgen Ziegler, caminhões, contratações.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência