Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 27/06/2011 | 14h00

Mercedes-Benz mostra força no Brasil

Juiz de Fora se prepara para montar Accelo e Actros.

Mário Curcio, AB

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


André Luiz Moreira, diretor de manufatura de caminhões da Mercedes-Benz. Foto: Ruy Hizatugo.

Mário Curcio, AB

Durante o simpósio “Manufatura na Indústria Automobilística”, promovido pela SAE Brasil, a Mercedes-Benz revelou detalhes da divisão de tarefas entre suas fábricas pelo mundo e de como a planta de Juiz de Fora (MG), que produzia automóveis, será aproveitada na montagem de caminhões: “Aquela fábrica foi a alternativa encontrada pela Mercedes-Benz para o aumento da produção de caminhões. O pessoal, que era qualificado para fazer automóveis, passou por treinamento na Alemanha para a montagem de veículos de carga. Lá serão feitos os modelos Accelo e Actros”, afirma o diretor de manufatura de caminhões da empresa, André Luiz Moreira.

No entanto, os itens agregados desses caminhões continuarão saindo de são Bernardo do Campo (modelo Acello) ou vindo diretamente da Alemanha (Actros). Sobre essa divisão de tarefas, cabe ao Brasil a produção de motores e transmissões para modelos menores (inclusive os conjuntos enviados à Argentina para a linha Sprinter). Da Alemanha vêm, por exemplo, motores, eixos e câmbios para o pesado Actros.

Moreira afirma que as plataformas utilizadas pela Mercedes-Benz permitem a flexibilidade de produção de itens em diferentes unidades da Mercedes-Benz pelo mundo. Quando questionado sobre a verticalização dentro da companhia, Moreira recordou: “Em 1956 os alemães produziam tudo, até mesmo parafusos, por questões ligadas à qualidade. Nos anos 1990 houve grande terceirização e atualmente a Mercedes compra de fora acabamento, chassis, eixos.”

Moreira recorda, porém, que a atuação do Brasil é bastante reconhecida pelo grupo: “Quando começamos a produzir o Classe A, mostramos nossa capacidade. Em 2002, inclusive, passamos a fornecer ferramental para a montagem de veículos em ouras fábricas.”



Tags: Mercedes-Benz, Juiz de Fora, Accelo, Actros, André Luiz Moreira.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência