Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Eventos | 06/06/2011 | 21h30

Cledorvino Belini é o REI de 2011

Júri e voto popular deram ao Grupo Fiat 7 dos 17 prêmios de Automotive Business.

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

Foto: Galeno Galrão, diretor de alianças estratégicas da Mobil, patrocinadora do evento; Paula Braga Prado, diretora de Automotive Business; Cledorvino Belini, presidente do Grupo Fiat e da Anfavea; e Paulo Ricardo Braga, diretor e editor de Automotive Business, na entrega do Prêmio REI.

Cledorvino Belini, presidente do Grupo Fiat e da Anfavea, a associação nacional dos fabricantes de veículos, foi eleito Profissional da Indústria Automobilística de 2011 pelo voto popular do Prêmio REI – Reconhecimento à Excelência e Inovação, instituído por Automotive Business. O Grupo Fiat foi o grande vencedor da premiação, sendo eleito em outras seis categorias: Empresa do Ano (Fiat Automóveis), Automóvel do Ano (Novo Uno), Tecnologia e Inovação (Fiat Mio), Marketing e Propaganda (Campanha do Novo Uno), Powertrain (Fiat Powertrain) e Eletroeletrônicos (Magneti Marelli).

A premiação, com o patrocínio da Mobil, aconteceu na noite desta segunda-feira, 6, no Espaço 3P4, em São Paulo, em encontro que reuniu 230 convidados para a divulgação dos vencedores e entrega de troféus. Os 68 finalistas foram selecionados por um júri independente de 40 profissionais relacionados à indústria automobilística, e depois submetidos ao voto popular dos participantes do II Fórum da Indústria Automobilística (realizado em 11 de abril no WTC, em São Paulo) e dos leitores da newsletter Automotive Business, em uma escolha democrática.

Assista à entrevista exclusiva com Cledorvino Belini, presidente da Fiat e da Anfavea, que recebeu o Prêmio REI em sete categorias.



Lisura e independência

Carlos Arce, membro do blog AutoEntusiastas e integrante do júri, entende que os critérios adotados na avaliação dos candidatos ao prêmio estabeleceram diferenças em relação a outras iniciativas do gênero: “Profissionais e iniciativas foram analisados pela capacidade de contribuir para a evolução dos projetos, trazer diferenciação e agregar valor. O grau de excelência e inovação foi a referência. Os jurados não observaram somente qualidades que interessam ao consumidor final, como preço ou desempenho de um veículo ou sistema”, explicou.

“O processo de análise e escolha democrática das melhores iniciativas na indústria automobilística, com suporte de softwares especialmente desenhados para a tarefa e com senhas individuais, assegurou lisura e independência nas duas etapas de votação”, destacou Francisco Satkunas, consultor, membro do júri e um dos executivos que contribuíram para a estruturação das regras, seleção de projetos e avaliação de cases. “A democratização da votação é um diferenciador fundamental do Prêmio REI em relação às demais iniciativas que existem no setor”, acrescentou.

Fiat: ciclo de sucesso

Elisa Sarti, jornalista da Fiat responsável pela comunicação com a imprensa em São Paulo, comentou que a temporada de premiações foi especialmente favorável ao grupo italiano. Ela atribui parte desse desempenho às novidades na área de produtos, interação com o público e abertura na relação com a mídia. Exemplos dessa atitude estiveram visíveis no desenvolvimento do Novo Uno, com forte liberdade de criação dada aos designers brasileiros, customização e lançamento marcado pela total interatividade pela web com os usuários, por meio do envolvimento da rede social Formspring.

“O conceito Mio, que inspirou a forma de trabalhar no projeto do Novo Uno, trouxe um grau de novidade absoluto no desenvolvimento virtual de veículos, conduzido com a participação de milhares de internautas”, disse Elisa, lembrando que a iniciativa ganhou reconhecimento internacional. “O refrão Uni Duni Te foi também um momento notável na campanha de lançamento da agência Leo Burnet”, acrescentou Elisa.

A mão firme de Cledorvino Belini à frente das empresas do grupo, nas relações com o governo, imprensa e mercado são também explicações para a acentuada projeção do Grupo Fiat no período recente. O executivo ganhou evidência crescente a partir da posse como presidente da Anfavea, em 2010, quando propôs um pacto nacional pela competitividade do setor. A tarefa hercúlea pouco avançou efetivamente até agora, mas ajudou a provocar mobilização sem igual em diversos segmentos produtivos, indicando a disposição de reagir à crescente fragilização do parque industrial.

Depois de anunciar a continuidade dos investimentos na região, com o aporte de R$ 10 bilhões até 2015, Belini colocou em marcha o projeto para instalação da segunda fábrica de automóveis da Fiat no País, localizada no complexo industrial de Suape, em Pernambuco. A unidade receberá R$ 3 bilhões para a produção inicial de até 200 mil unidades por ano, gerando 3,5 mil empregos diretos e a constituição de um polo automotivo com fornecedores de componentes e sistemas.

“Este é o maior ciclo de investimentos que fazemos no Brasil”, resume Belini. O Fiat Group tem bons motivos para apostar no País. Enquanto a matriz sofre com a estagnação dos mercados europeus, a Fiat Automóveis registrou lucro de R$ 1,6 bilhão de reais em 2010, com receita operacional líquida de R$ 20,6 bilhões, avanço de 4,9% ante 2009.

A Fiat liderou também liderou o ranking de emplacamento de veículos em 2010, repetindo a performance dos anos anteriores. Em 2011, avança na mesma trajetória. Em maio, com a forte contribuição do Novo Uno, a empresa confirmou 22,23% de participação nas vendas de automóveis e comerciais leves, índice próximo ao registrado no volume acumulado no ano e à participação em 2010.

Conheça abaixo os vencedores do Prêmio REI Automotive Business

OS REIS DE 2011

Profissional do Ano
Cledorvino Belini

Empresa do Ano
Fiat Automóveis

Automóvel do Ano
Novo Uno

Comercial Leve do Ano
Hyundai IX35

Caminhão do Ano
Mercedes-Benz Accelo BlueTec EEV

Importado do Ano
BMW X1

Combustíveis Alternativos
Ford Fusion Hybrid

Tecnologia e Inovação
Fiat Mio

Responsabilidade Socioambiental
Fundação Iochpe – Projeto Formare

Marketing e Propaganda
Campanha do Novo Uno

Logística
Ceva Logistics

Serviços de Engenharia
Mahle

Autopeças- Metálicos
Automotiva Usiminas

Autopeças - Powertrain
Fiat Powertrain

Autopeças - Químicos
Saint-Gobain Sekurit

Autopeças - Eletroeletrônicos
Magneti Marelli

Autopeças - Sinergia
Robert Bosch

Acesse aqui para conhecer a descrição de todos os cases finalistas do Prêmio REI Automotive Business 2011

A HISTÓRIA DO PRÊMIO REI: DO JÚRI AO VOTO POPULAR

Uma das inspirações para a criação do Prêmio REI foi o alerta do diretor de engenharia da Delphi, Flávio Campos, em entrevista à revista Automotive Business: apenas empresas inovadoras vão sobreviver na cadeia de produção automotiva. Para ele, valorizando a criatividade e doses extras de eficiência, as empresas podem se diferenciar e buscar novo patamar de excelência, enfrentando em posição forte os adversários que aproveitam o momento de fragilidade na competitividade do parque industrial brasileiro.

Nesse sentido, esta iniciativa reconhece a dedicação e esforços extraordinários de personagens que se empenharam em encontrar soluções vencedoras entre janeiro de 2010 e março de 2011, período coberto pelo Prêmio REI.

Primeiro, a convite de Automotive Business, 40 profissionais do júri apontaram livremente os quatro melhores cases em cada uma das 17 categorias da premiação, escolhendo assim os 68 finalistas. A segunda etapa da votação foi aberta aos assinantes da newsletter Automotive Business, enviada diariamente a 13,5 mil e-mails, e aos participantes do II Fórum da Indústria Automobilística, realizado em 11 de abril, no Golden Hall do WTC, em São Paulo. Assim a votação – da qual não participaram nenhum dos diretores da revista, newsletter e portal Automotive Business – escolheu o vencedor de cada categoria do prêmio.

Os profissionais que recebem a newsletter foram convidados a responder a um e-mail e se inscrever para votar na etapa final, por meio de senha e CPF. O processo foi considerado simples e seguro, sem possibilidade de duplicações de votos. Para assegurar maior lisura ao processo de escolha, o mailing utilizado para envio da newsletter foi “congelado” dia 31 de março, antes que seus leitores e o mercado soubessem das regras para votação.



Tags: Prêmio REI, Automotive Business, Cledorvino Belini, Grupo Fiat, Novo Uno, Mio, Fiat Powertrain, Magneti Marelli.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência