Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Caminhões e Ônibus | 30/05/2011 | 21h31

Avanço da VW com Worker militarizado

Caminhão ganha espaço na frota do exército.

Automotive Business

Redação AB

A Volkswagen informa que seus caminhões já formam a segunda maior frota de veículos comerciais do Exército Brasileiro. Nos últimos três anos, mais de 600 Worker 15.210 4X4 foram adquiridos pelas Forças Armadas do Brasil. A maior parte é destinada a operações do Exército. Com o lançamento do modelo 4X4, a montadora encerrou uma hegemonia de mais de 50 anos da sua principal concorrente, a Mercedes-Benz, nas vendas às Forças Armadas.

Em 2007 a Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) recebeu as oito primeiras unidades do veículol 4X4, agora chamado pelo Exército de VOP2 5QT. A sigla indica que o veículo é do tipo operacional militarizado, capaz de transportar cinco toneladas em qualquer tipo de terreno. "Desenvolvido e fabricado no Brasil, o Worker militarizado é mais um exemplo de um desenvolvimento sob medida", afirma Ricardo Alouche, diretor de Vendas, Marketing e Pós-Vendas da MAN Latin America.

Uma frota de Worker 4X4 é utilizado na missão de paz da ONU no Haiti, onde o Brasil coordena 6.700 militares de 16 países. Os caminhões brasileiros são usados no transporte de tropas e equipamentos.

O projeto do caminhão militarizado incluiu um ano de testes em campos de provas do Exército em todo o Brasil. Um protótipo rodou 34.000 quilômetros nas bases das cidades fluminenses do Rio de Janeiro (Restinga da Marambaia), Mangaratiba (Itacuruçá) e Duque de Caxias. O veículo também passou por Goiânia (GO), Cachoeira do Sul (RS) e por manobras no Estado do Espírito Santo, atendendo aos Requisitos Operacionais Básicos do Exército.

A homologação incluiu rodagens por terrenos arenosos, alagados e com lama, além de manobras de embarque aéreo e marítimo, transporte de pontes, uso de biodiesel em mistura B2 (2% de mistura ao diesel convencional) e testes de balística, conferindo a resistência da cabine a estilhaçamentos.

Para certificar a resistência do conjunto motor-transmissão, dos eixos e da suspensão, outro protótipo passou por quatro edições do Rally Internacional dos Sertões, cada uma com cerca de 5.500 quilômetros de estradas sem pavimentação e trilhas em condições extremas.

O VOP2-5QT, com PBT de 15 t, adotou motor MWM 6.10 TCA, de 206 cv e torque de 657 Nm, transmissão Eaton FS5406, eixo dianteiro e caixa de transferência Marmon-Herrington MVG 750, eixo traseiro RS 23-145 com diferencial blocante.



Tags: Volkswagen, Worker, MAN Latin America, Forças Armadas, Aman.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência