Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Marketing e Lançamentos | 27/05/2011 | 15h00

Novos Passat e Variant chegam às revendas em julho

Sedã Volkswagen parte de R$ 106.700 e perua, de R$ 113.130.

Mário Curcio, AB

Mário Curcio, AB

A Volkswagen apresentou a nova linha do Passat e da Passat Variant. O sedã chega com preço inicial de R$ 106.700 e a perua por R$ 113.130. Eles estarão nas concessionárias na primeira quinzena de junho. Com todos os opcionais, o Passat vai a R$ 138.269 e a Variant atinge R$ 146.144. Os dois tiveram mudanças completas no desenho externo e ganharam novos recursos eletrônicos. Vale ressaltar que o Brasil continua recebendo a linha Passat vinda da Alemanha, que, segundo a VW, atende melhor ao consumidor brasileiro que a versão americana, lançada este ano. O mix de vendas previsto pelo marketing da fábrica é de 75% do sedã e 25% da perua. Em um ano, a VW espera vender ao menos 1.500 unidades dos dois somados.

Tanto Passat como Variant vêm equipados somente com o motor 2.0 com turbo e injeção direta, agora com 211 cv (11 cv a mais que a geração anterior). E trazem com opcional o Park Assist 2, que já ajudava a colocar o carro em vagas paralelas ao meio-fio e passa agora a auxiliar a estacioná-lo também a 90 graus. O porém é que o item faz parte de um conjunto de opcionais (bancos dianteiros climatizados e com ajuste elétrico, acesso sem chave e outros recursos) que custa R$ 19.509.

Outro destaque da nova geração (também opcional, por R$ 5.160) é o ACC, um controlador automático de distância e velocidade que utiliza um radar para monitorar o tráfego à frente, acelerando e freando o carro a fim de evitar situações de possível colisão. O sistema é ativado por uma alavanca na coluna de direção e permite ajustar a distância desejada do veículo à frente. Se o tráfego adiante estiver livre, o equipamento atua como um controlador automático de velocidade.

Entre os itens de série dos novos Passat e Variant há um detector de fadiga, recurso que analisa o comportamento do motorista no início de cada viagem (a maneira como movimenta o volante e os pedais). Se após um tempo o condutor demonstrar atitudes fora desse padrão inicial, o carro passa a emitir alertas sonoros e um aviso no painel, cujo símbolo é uma xícara de café. Se o motorista não parar para descansar o alerta se repete novamente após 15 minutos.

Bons de dirigir

Tanto o Passat como a Variant respondem bem ao pé direito: o sedã acelera de zero a 100 km/h em 7,6 segundos e a perua, em 7,7 s. A velocidade máxima é a mesma para os dois, 210 km/h, assim como os dados referentes a consumo: 10,5 km/l na cidade, 16,4 km/l na estrada e 12,5 km/l em uso combinado (dados da Volkswagen). Os carros da linha Passat são muito bons de dirigir. O espaço interno é generoso tanto na frente como no banco traseiro. O porta-malas do sedã acomoda 485 litros de bagagem e o da perua vai a 513 litros.

A posição de dirigir é muito boa e os ajustes de altura e profundidade da coluna de direção reforçam essa qualidade. O volante reúne comandos de som e do computador de bordo. O carro tem boa força em baixas rotações, o que garante retomadas de velocidade rápidas, mesmo sem reduções de marcha. O câmbio robotizado DSG de seis marchas com embreagem dupla combina bem com o motor. Permite trocas automáticas ou manuais, com borboletas atrás do volante.

As suspensões são firmes, mas garantem conforto mesmo em piso irregular. O rodar do carro é bastante silencioso e essa característica foi reforçada por um novo tipo de para-brisa, dotado de uma camada acústica que reduz de 2 a 4 decibéis o ruído na cabine.



Tags: Volkswagen, Passat, Variant, ACC, Park Assist 2.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência