Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 17/05/2011 | 12h25

Bosch faturou R$ 5,3 bilhões na AL em 2010

Brasil respondeu por 85% da receita na região.

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

O Grupo Bosch registrou faturamento líquido de R$ 5,3 bilhões na América Latina em 2010, com um avanço de 16% ante o desempenho em 2009. O Brasil respondeu por 85% do valor, com R$ 4,5 bilhões em vendas.

Andreas Nobis, presidente da empresa para a região disse que o resultado demonstra a superação do impacto provocado pela crise econômica sentida ao longo de 2009. Ele explicou que todos os segmentos de atuação da Bosch, fornecedora de tecnologia e serviços, foram beneficiados pelo desenvolvimento econômico registrado na América Latina no ano passado.

No setor automotivo, o crescimento foi de 16% graças ao significativo aumento da produção de veículos no Brasil e na Argentina. No setor de Tecnologia Industrial - um dos mais afetados pela crise econômica em 2009 - o grupo cresceu 38%.

Os mercados internos continuaram a ser os principais destinos dos produtos e serviços Bosch na região. Com a manutenção do real valorizado frente ao dólar, as exportações do Grupo, geradas a partir do Brasil, permaneceram em patamares menos expressivos, representando cerca de 22% do total das operações no País.

A Bosch está presente em 23 localidades do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Venezuela, Peru e Panamá. Em 2010, o Grupo passou a ter representações também na Bolívia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Guatemala, Jamaica, Nicarágua, República Dominicana e Paraguai.

Crescimento

“Estamos confiantes que os nossos negócios continuarão a apresentar um desenvolvimento positivo na região em 2011, com expectativa de superar o próprio crescimento do PIB nos diversos países. Manteremos o foco na sustentabilidade dos negócios no médio e longo prazo”, disse Nobis.

O executivo entende que os principais pontos de atenção estão relacionados ao custo Brasil e à valorização do real frente ao dólar. "Taxa cambial, elevada carga tributária e a significativa evolução dos custos com mão de obra comprometem a competitividade global dos produtos brasileiros. Portanto, o esforço conjunto de todos os agentes da sociedade é fundamental para mudar esse cenário".

O Grupo Bosch possui 13.200 trabalhadores na América Latina, dos quais 11.400 no Brasil.



Tags: Bosch, Andreas Nobis, autopeças, tecnologia automotiva.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência