Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Energia | 28/04/2011 | 07h59

GE pode produzir turbinas para plataformas

Empresa estuda a montagem no País.

Alexandre Rodrigues, Agência Estado

Alexandre Rodrigues, Agência Estado

O presidente da General Electric no Brasil, João Geraldo Ferreira, disse nesta quarta-feira, 27, que a companhia tem planos de produzir no Brasil turbinas para geração de energia em plataformas de produção de petróleo. Segundo ele, com a exploração das reservas da camada pré-sal, a multinacional americana identifica demanda suficiente para essa atividade no Brasil.

"Temos planos de fabricar e, obviamente, de fazer a manutenção também", limitou-se a dizer o executivo, que não quis indicar em quanto tempo a empresa pretende concretizar esse plano, uma das formas que a companhia estuda para aumentar os seus contratos com a Petrobras, seguindo o robusto plano de investimentos da estatal de US$ 224 bilhões até 2014.

Ferreira afirmou que o objetivo da GE é aumentar a fabricação de equipamentos para o setor de óleo e gás no Brasil como forma de atender à política de contratação local estabelecida pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) seguida pela Petrobras. Atualmente, a GE tem um contrato de US$ 150 milhões para fornecer sistemas de compressão e geração de energia para duas plataformas. "A nossa estratégia para o Brasil tem um componente muito forte de localização", disse o executivo. "Quando pensamos numa cadeia de suprimentos como a de óleo e gás, é fundamental ter elementos de localização, não só através de operação mais sólida localmente, mas de parcerias e aquisições. Nosso objetivo é aumentar o índice de localização."



Tags: General Electric, turbinas, plataformas de petróleo, ANP, Petrobras.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência