Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Inovação

Ver mais notícias
Dan Ammann deixa a presidência da GM para liderar a Cruise Automation
Os fundadores da Cruise Automation, Justin Kan e Kyle Vogt, ao lado de Dan Amman (à direita)

Carreira | 29/11/2018 | 19h2

Dan Ammann deixa a presidência da GM para liderar a Cruise Automation

Executivo assume o cargo de CEO da startup de carros autônomos que foi comprada pela montadora

REDAÇÃO AB

Cinco anos depois de assumir a presidência da General Motors, Dan Ammann deixará o cargo na companhia a partir de janeiro de 2019. Em um movimento aparentemente contra-intuitivo, ele vai trocar a função atual para assumir a posição de CEO de uma startup: a Cruise Automation, que desenvolve tecnologia para carros autônomos e foi comprada pela montadora em 2016.

Desde a aquisição, o novo negócio deu um salto de crescimento, saindo de 40 para mais de mil colaboradores e com um futuro promissor pela frente. Em 2019 a Cruise deve começar a operar comercialmente um serviço de táxis autoguiados nos Estados Unidos. Com a liderança de Ammann, a expectativa é de que a evolução da startup ganhe ainda mais velocidade.

A chegada do executivo vai impactar o papel de Kyle Vogt, o fundador da Cruise. Até então ele ocupava a posição de CEO da empresa e desempenhava a função de chefe de tecnologia de forma extraoficial. O que antes era informal, agora será legitimado: a partir de janeiro o Vogt assumirá o cargo de CTO (Chief Technology Officer) e também passará a presidir o conselho da startup. Com a chegada de Ammann para conduzir o negócio, o fundador poderá focar na tecnologia.

REESTRUTURAÇÃO E VISÃO DE FUTURO


Segundo a General Motors, Ammann é um dos grandes responsáveis pela visão da companhia para a mobilidade do futuro. Ele conduziu a negociação e a compra da Cruise e, depois disso, era uma das principais lideranças envolvidas na condução dos negócios da startup, em contato direto com Vogt. Recentemente o negócio ganhou corpo ao captar investimentos da gigante japonesa de tecnologia Softbank e da Honda e, com isso, elevar seu valor de mercado para US$ 14,6 bilhões.

Entre os feitos do executivo na liderança da GM, aponta a empresa, estão ainda a venda da divisão europeia Opel ao Grupo PSA e a coordenação da oferta pública de ações da companhia, em 2010, na saída de uma crise profunda nos negócios. Na época o especialista era responsável pela área financeira da empresa.

Na nova posição, Ammann seguirá respondendo diretamente à Mary Barra, CEO da General Motors, como parte da liderança do grupo. O executivo afirmou a publicações dos Estados Unidos que está animado com a chance de dedicar 100% de seu tempo à nova empreitada da organização.

O anúncio da nova posição de Ammann na companhia acontece dias após a GM anunciar uma redução significativa em sua estrutura para permanecer lucrativa. As operações da empresa vão encolher em 2019 com o fechamento de quatro fábricas nos Estados Unidos, uma no Canadá e duas fora da região, com o corte de 15% de sua força de trabalho.



Tags: Dan Ammann, GM, General Motors, Cruise, carro autônomo.

Veja também

AB Inteligência