Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Inovação

Ver mais notícias

Tecnologia | 11/09/2018 | 17h50

FCA investirá US$ 30 milhões em modernização de campo de provas nos EUA para carros autônomos

Nova estrutura do Chelsea terá pista de velocidade, área de avaliação de recursos de segurança e um centro de comando de alta tecnologia

REDAÇÃO AB

A FCA anunciou que investirá US$ 30 milhões em seu campo de provas Chelsea, localizado no sudeste do Michigan, Estados Unidos, para abrigar uma nova estrutura dedicada ao desenvolvimento e testes para carros autônomos e tecnologias avançadas de segurança. A unidade, que começa a operar em novo formato já neste mês, vai se dedicar exclusivamente aos novos projetos, que contarão com uma pista de velocidade autônoma, área de avaliação de recursos de segurança de cerca de 140 mil metros quadrados, além de um centro de comando de alta tecnologia.

Inaugurado em 1954, o Chelsea Proving Grounds (CPG) passou por muitas expansões e abrigou um dos primeiros túneis de vento de uma montadora. Atualmente, o campo de provas ocupa mais de 1.600 hectares, com 160 km de pistas pavimentadas. Em operação constante e ininterruptas, a instalação emprega 900 pessoas.

“A nova estrutura no Chelsea Proving Grounds apoiará e permitirá a implantação bem-sucedida do plano de cinco anos da empresa estabelecido em junho deste ano”, afirma o CEO da Fiat Chrysler e diretor de operações da região Nafta, Mike Manley,. “Nossa capacidade de testar tecnologias de segurança avançadas e autônomas permite à FCA oferecer aos clientes os recursos que eles desejam em todo o nosso portfólio de marcas”, completou.

Segundo a empresa, será possível testar vários níveis de autonomia na nova instalação, permitindo à empresa avaliar os veículos da FCA usando protocolos de testes como o do IIHS (Insurance Institute for Highway Safety) e os programas do EUA NCAP e do European (New Car Assessment), além de outras simulações de teste de freio eletrônico automático.

Na pista de velocidade rodoviária autônoma, será possível desenvolver sistemas de veículos autônomos a partir de diferentes ferramentas de uso, incluindo obstáculos, túneis, condições variadas de iluminação e acessos e saídas de estradas. Com 600 m², o centro de comando conta com equipamentos para testar a capacidade de GPS e da comunicação do veículo. A unidade ADAS (Advanced Driver Assistance Systems), sistema de auxílio ao motorista, permite testes de iterações avançadas de frenagem automática de emergência e tecnologias de estacionamento automatizado em um novo espaço de testes pavimentado, de 14 hectares (140 mil m²).



Tags: FCA, investimento, campo de provas, carro autônomo, Chelsea.

Veja também

ABTV

AB Inteligência