ANÁLISE

INOVAÇÃO

Você, líder de Inovação


Empresas requerem líderes que deem bons exemplos e mobilizem equipes


No Brasil, um conjunto de mitos trava o avanço da inovação e bloqueia comportamentos inovadores. Muitas vezes ouço dirigentes afirmando, de maneira simplista e imprecisa, que nos falta uma cultura da inovação na empresa e/ou no País. Eis um desses mitos.

Líderes, cuidado! A tal cultura da empresa é feita de valores e crenças, bem como dos correspondentes rituais e atitudes. Quem rege isso dentro das organizações é a própria liderança (aqui, refiro-me a líder como alguém que influencia e orienta pessoas, podendo ter ou não subordinados). Cabe à liderança expressar claramente os valores, acima de tudo com seu exemplo vivo. Aliás, emprestando uma frase do filósofo de origem alemã Albert Schweitzer, “quando se trata de expressar valores, dar o exemplo não é a melhor maneira de influenciar os outros. É a única”.

Portanto, é você, líder, o maior responsável pela cultura de sua empresa. Comece já a trabalhar nisso reforçando valores como a coragem, a multidisciplinaridade de conhecimentos e de tarefas, a importância das pessoas e tantos outros pressupostos que fazem parte do credo das companhias inovadoras. No entanto, destaco aqui um dos mais relevantes e, ao mesmo tempo, dos mais difíceis: valorizar o erro como aprendizado. É preciso abraçar, de verdade, as falhas como oportunidades de descobrir, mudar e inovar. Transformar uma cultura empresarial não é fácil, mas é perfeitamente possível desde que se usem métodos e conhecimentos adequados. Portanto, se não existe cultura de inovação na sua empresa, não culpe terceiros, o povo, o governo ou o passado do País. Mude agora. Isso exigirá um trabalho estruturado e duradouro cujo único comandante tem que ser você, líder.

Dentro dessa mesma categoria de mitos, nos deparamos muitas vezes, nas organizações que visitamos, com a convicção (distorcida) de que a inovar é um processo solitário que depende de “lampejos” de alguns poucos iluminados. Bobagem! Está mais do que provado que as empresas inovadoras, as usinas de inovações, como as denominamos, têm processos robustos que envolvem as equipes fazendo com que a inovação aconteça. Essas empresas pavimentaram caminhos estruturados e azeitados para que as ideias fluam, tornem-se projetos e, mais tarde, produtos. Há disciplina nas práticas para inovar, etapas claramente definidas que asseguram inovação sistemática e recorrente.

Essas práticas dependem essencialmente da combinação de conhecimentos de pessoas diferentes e da mobilização de equipes inteiras, muitas vezes de áreas distintas. A inovação pede ação articulada e networking, como definem os autores Jeff Dyer, Hal Gregersen e Clayton M. Christensen. Para que ocorra em sua melhor forma, requer uma espécie de polinização cruzada, como a das abelhas, no qual a ideia inicial, por melhor que seja, é ajustada, refinada e ampliada pela ação de outros atores no processo. Não espere, portanto, que a inovação venha apenas de gênios solitários e excêntricos. Walt Disney, um dos líderes mais inovadores de todos os tempos, definia-se como uma “abelhinha” que conectava o trabalho dos vários talentos de seu time para criar maravilhas.

Mais do que isso: em seus quadrinhos, ofereceu uma grande lição de liderança inovadora por meio do contraponto entre o professor Pardal, a quem todos nós erradamente atribuíamos papel-chave na inovação, e Mickey Mouse. Pardal era um líder introvertido, cuja mesa vivia bagunçada e que fazia coisas que nem ele mesmo sabia para que serviriam... Mas não era ele o inovador, e sim o Mickey. Este sim! Criativo e bem-humorado, era o verdadeiro líder de inovação: mobilizava as pessoas, que acabavam gerando juntas soluções simples para situações complexas. Mudando a si próprias e ao mundo para melhor.

Crenças paralisantes e mitos como esses dois citados estão no coração e na mente de muitos dirigentes brilhantes que conhecemos. Chegou a hora de mover posições. De liderar e fazer as coisas acontecerem ao estilo Mickey, na mais pura e autêntica revolução da inovação. Da qual tanto nós quanto nosso Brasil precisamos.

Feliz trabalho!

Comentários: 4
 

Ricardo Costin
30/07/2014 | 15h32
Excelente análise e colocações. Em um setor maduro como o da industria automotiva, uma cultura de inovação é indispensável, mesmo se de difícil implantação.

Valter Pieracciani
07/08/2014 | 11h02
Obrigado, prezado Ricardo Costin. O apoio e estímulo que recebemos nos mantem firmes na "cruzada" por um Brasil mais inovador. Valter

Luiz Alberto Flores
02/09/2014 | 23h51
Lider: palavra quase que magica, sim por que Lider e aquele que acarinha seus liderados e os prepara para substitui=lo. Trabalho a 55 Anos no Ramo de Auto Peças.e sinceramente não consigo usar os cinco dedos da mão para enumerar os lideres que eu conheci, no meu tempo de serviço e anote continuo ativo no Ramo e pensando em lideres. O que ocorre é que quando eles surgem o sistema os afoga, não desejo ser prolixo pela complexidade do assunto mas se um dia destes tiver oportunidade de ao vivo falar contigo, posso te dar maiores e melhores explicações sobre o tema, ou melhor sobre a minha experiencia no ramo. Enquanto houver o eumesmismo, não haverão lideres. Um forte abraço

Valter Pieracciani
16/09/2014 | 12h24
Luiz, obrigado pelo seu comentário. Ele é provocador. Tive líderes das quais me orgulhava. É muito positivo isso! Espero que encontre, continuando na luta, alguém que o inspire. Sucesso. Valter

Comente este artigo

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*: