Automotive Business
  
ABLive

Opinião | J. R. Caporal |

Ver todas as opiniões
J. R. Caporal

22/02/2021

O e-commerce domina após a pandemia. Só o setor de 0 km que ainda não percebeu?

Poucos fabricantes e concessionárias oferecem a compra 100% on-line

Muito já se falou sobre o fato de a pandemia ter acelerado o processo de digitalização e o comércio eletrônico. Isso é um fato que certamente moldou de forma definitiva os hábitos de consumo globalmente. Mas olhando para o setor, considerando que se tornou inevitável adquirir todo tipo de produto e serviço via e-commerce, por que ainda é tão difícil ter uma experiência 100% on-line para comprar um automóvel zero-quilômetro?

Se existe um preço base para o veículo, e cada comprador pode personalizar o seu pedido com os equipamentos e acessórios desejados, tudo já presente nos portais da maioria das montadoras, por que não completar toda a venda através do celular, computador ou tablet?

Falo isso por vivência própria e que aconteceu em um mercado ainda mais desenvolvido do que o brasileiro. Durante um evento em que palestrei nos Estados Unidos no ano passado, decidi tentar comprar um carro pela internet, para entender como seria a experiência. Claro que fugi do óbvio, que seria comprar um Tesla (talvez a única montadora que trabalhe de maneira 100% digital). Fiz diversas tentativas, em diferentes concessionárias, e em todas elas um vendedor acabou entrando em contato comigo para negociar a venda do veículo. Ou seja, o meio on-line é usado apenas para geração de leads.

Proponho esta discussão porque creio que este é um caminho sem volta para o mercado, que uma hora ou outra (ainda não sei dizer quando!) vai precisar se adaptar.

Aos poucos as concessionárias já começam a se modernizar. Percebem que talvez não seja tão necessário ocupar espaços físicos tão grandes, em áreas tão nobres. Da mesma maneira, a presença nos meios on-line, com a ajuda de plataformas como o WhatsApp, Instagram ou Facebook, começa a ser fortalecida.

Então o que falta realmente para dar este último passo? Já estamos preparados para esse avanço. Há tecnologia, meios de pagamento e segurança para oferecer essa possibilidade de receber em seu endereço um veículo zero-quilômetro a partir de apenas alguns cliques. Caso o cliente deseje utilizar o seu veículo usado como parte do negócio, já existe a avaliação on-line, um produto da Auto Avaliar, que permite a inserção de informações detalhadas do veículo, identificando o preço justo de mercado a ser pago. Penso que em um mercado tão competitivo, quem não se atentar para essas inovações pode ficar para trás e ter um prejuízo enorme quando acordar.

EM TEMPO – Na metade do ano passado a Nissan lançou a Loja Virtual Nissan, que tem como proposta uma jornada 100% on-line. A montadora disponibiliza, no entanto, apenas dois modelos, o Versa V-DRIVE e o Novo Versa por esta plataforma.

A Hyundai também desenvolveu o Hyundai Express, onde é possível fazer a compra e receber o seu veículo sem precisar sair de casa. O carro é entregue no endereço do cliente após um processo rigoroso de higienização. Talvez este seja um passo inicial dado por estas montadoras. Mas ainda estamos muito distantes do que o mercado de veículos pode oferecer no e-commerce.



J.R. Caporal é CEO da AutoAvaliar e consultor do mercado de veículos

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência