Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Opinião | Ingo Pelikan e Alexandre Xavier |

Ver todas as opiniões
Ingo Pelikan e Alexandre Xavier

16/04/2020

Qualidade também é essencial em momentos de crise

É preciso pavimentar o caminho para conquistar o consumidor na hora da retomada

Independentemente do setor da economia, a forma mais consagrada globalmente para o consumidor identificar se produtos atendem a um patamar mínimo de qualidade (com base em legislações e normas técnicas), é a chamada certificação da qualidade, cuja relevância é grande para todos, inclusive, em cenários adversos como o de pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Para o IQA – Instituto da Qualidade Automotiva, a importância da certificação não diminui neste momento, pelo contrário. A lógica de cada organização deve ser como manter as certificações dentro das condições necessárias, em alinhamento com as medidas recomendadas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para conter a propagação do vírus.

A certificação representa para o consumidor a garantia de segurança e qualidade e, para a empresa, o compromisso com a responsabilidade social e a preservação do meio ambiente, associados ao senso de preparação para o momento de retomada que, com certeza, virá com força, como normalmente ocorre depois de toda crise mais pesada.

Se realizada de maneira adequada por parte de um organismo de certificação competente e autorizado pelo órgão regulador do produto em questão, a certificação da qualidade assegura ao consumidor o direito inerente de usufruir de um produto que possui controle perceptível ou não nas áreas de saúde e segurança direta e de terceiros.

Dessa maneira, a certificação deve ser objetivo prioritário de todos os países para o bem-estar da sociedade, uma vez que é medida direta para o desenvolvimento e a força de uma nação na economia, o que influencia a qualificação dos profissionais, a competência das organizações e os níveis de fiscalização e controle aplicados, assim como a própria consciência do consumidor.

Está em desenvolvimento no Brasil um novo modelo regulatório. Caso desenvolvido de forma adequada, com a participação do governo, indústrias, comércio e serviços – incluindo os organismos de certificação, o novo modelo trará grandes avanços ao País com a modernização necessária para a ampliação da competitividade das organizações.

Ingo Pelikan é presidente do IQA (Instituto da Qualidade Automotiva) e gerente sênior de Gerenciamento de Fornecedores da Mercedes-Benz. Alexandre Xavier é superintendente do IQA.

Comentários

  • JorgeZavala

    Pararetomada dos compromissos industriais do fornecedor, alem da qualidade do produto, não podemos esquecer da qualidade logística, a qual nos permite ser ágeis no atendimento ao cliente. Para isto a prestação de serviço e a performa-se são essenciais no planejamento estratégico da logística nas empresas.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência