Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Opinião | Joel Leite |

Ver todas as opiniões
Joel Leite

Só Jeep, Peugeot e superluxuosas cresceram

Das grandes, só GM perdeu menos do que a média VW caiu 35%, Fiat e Ford quase 40%

Depois de alguns anos em baixa, perdendo volume de vendas, caindo em participação e fora do ranking das dez marcas mais vendidas, a Peugeot fecha o primeiro semestre de 2016 como uma das poucas marcas que apresentaram crescimento de vendas, isso num momento em que o mercado registra uma queda de 25,1%. Além da Peugeot, apenas a Jeep, com um extraordinário crescimento de 234% graças ao Renegade e três marcas superluxuosas venderam mais do que no primeiro semestre do ano passado: Jaguar, Lexus e Porsche, que atuam em nichos de mercado.

A Jeep não teve em 2015 o ano completo de vendas com o Renegade, por isso o índice de crescimento é tão alto: 234%. A marca passou de 7.870 unidades para 26.308 no primeiro semestre deste ano.

A Jaguar aumentou as vendas no semestre em 74%, mas com uma base pequena: vendeu 192 unidades de janeiro a junho do ano passado e este ano 334. A Lexus passou de 192 para 211 carros (aumento de 9,9%) e a Porsche cresceu 2%, subindo de 395 para 403 unidades este ano.

As chinesas JAC e Chery foram as que mais perderam. As vendas de ambas continuam despencando: a JAC vendeu 1.403 unidades no semestre (média de 233 carros/mês) e teve uma queda de 55,6%. A Chery teve um desempenho ainda pior: vendeu 1.133 carros com queda de 61,6% no semestre.

As marcas tradicionais também tiveram desempenho sofrível no período: a Volkswagen perdeu 35,6%, com vendas caindo de 196.903 unidades nos primeiros seis meses de 2015 para 126.762 agora. Fiat e Ford caíram ainda mais: -36%. A Fiat vendeu apenas 143.760 unidades, contra 236.688 no primeiro semestre do ano passado, e a Ford caiu de 134.349 para 80.724.

Mitsubishi, Dodge, Kia, Suzuki, Troler, Mercedes-Benz e Iveco também tiveram performance sofrível no período, todas com queda acima de 30%. Míni, Geely, BMW e Lifan também perderam mais do que a média do mercado.

QUEM MAIS CRESCEU 1º semestre/2016


Este artigo foi publicado originalmente na Agência Autoinforme
joelleite@autoinforme.com.br

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência