ANÁLISE

AUTOINFORME

Multa só atinge 29% dos condutores


Minoria de maus motoristas é responsável por 50% das infrações


Foi multado? Então saiba que você é minoria entre os motoristas. Dados da Prefeitura de São Paulo indicam que 71% dos motoristas não tomam multas e que menos de 5% (exatamente 4,7%) são responsáveis por 50% de todas as multas aplicadas na cidade.

Parte da imprensa e de ativistas digitais responsabilizam a prefeitura de São Paulo pelo aumento das multas, já que a velocidade máxima nas vias foi reduzida e aumentou o número de radares.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad virou réu em uma ação civil de improbidade administrativa baseada no boom da arrecadação com multas de trânsito. O argumento dos promotores é que foi criada em São Paulo uma "indústria da multa", com os gestores da Prefeitura atuando de forma ilegal na aplicação do produto desta arrecadação.

Mas os números mostram claramente que a concretização da indústria de multas é responsabilidade de uma pequena minoria de maus motoristas. A intenção é fazer crer que todo mundo é multado a toda hora em São Paulo; que não há quem escape “da ganância arrecadadora da administração pública”. Mas isso não é verdade.

Os números comprovam que a maioria dos motoristas brasileiros respeita rigorosamente a legislação de trânsito e portando não é multada A redução da velocidade nas vias para 50 km/h é orientação da ONU e é o único dos cinco controles de segurança no trânsito exigido pelo órgão que a cidade de São Paulo ainda não conseguiu implantar plenamente.

Há quem ache que a redução da velocidade máxima em São Paulo é a responsável pelo grande aumento de autuações. Também não é verdade: segundo o Detran, as multas mais recorrentes são pelo uso de celular ao volante, avanço do farol vermelho e o não uso do cinto de segurança. Rodar acima da velocidade permitida, portanto, não está entre as multas mais aplicadas.

Este artigo foi publicado originalmente na Agência Autoinforme
joelleite@autoinforme.com.br

Comentários: 1
 

Gerson Moraes Menezes
08/06/2016 | 09h25
Dirigindo há uns 10 anos diariamente pela cidade, tomei umas 5 multas, algumas por passar a uns 8kmph acima do limite após a redução para 50 e umas 2 por rodízio. Considerei minhas multas puro azar, por simplesmente não estar atento o suficiente. Mas tenho certeza de que o método de fiscalização NÃO ESTÁ IMPEDINDO que maus motoristas, que arriscam a vida das pessoas trafeguem. Muita gente não sinaliza, e parece estar completamente alheio as regras!

Comente este artigo

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*: