ANÁLISE

RH E VIDA CORPORATIVA

Ferramentas da liderança


Quanto mais bem-informados os colaboradores, mais fácil será atingir os objetivos da empresa


Filtros organizacionais são comuns em arranjos hierárquicos. O que ocorre no chão de fábrica ou nos escritórios demora a ser percebido na diretoria, principalmente se for problema. Boas notícias parecem ter mais velocidade. Os problemas têm inércia maior, pois antes de serem reportados à liderança passam de mão em mão em busca de solução. Resolver problemas antes de levá-los à liderança é uma prática saudável. É por isso que existem tantos profissionais capacitados nas organizações.

O problema é a velocidade com a qual isso acontece e o julgamento de que talvez o que ocorreu não seja tão importante a ponto de aborrecer o chefe com aquele assunto. Esses filtros, e a demora na tratativa dos problemas, representam um sério desafio nas empresas. Líderes experientes acessam constantemente diferentes níveis e “perfuram” o terreno em busca de informações relevantes que não chegariam até eles se não fizessem essa prospecção. Abaixo, algumas ferramentas efetivas que ajudam a acelerar a resolução de problemas:

1 – Reuniões com os subordinados para alinhamento (staff meeting)
Colaboradores bem informados sobre os objetivos da empresa e sobre o que ocorre cotidianamente, respondem muito bem à delegação de tarefas. Tenha certeza de que as pessoas que reportam diretamente a você tenham sempre bem claro qual caminho devem seguir e ajude-os a interpretar os sinais que a organização emite no dia-a-dia. Assegure-se de que a informação irá permear todos os níveis da organização.

2 – Gerenciamento através de visita às áreas (management by walking around)
Sempre que possível - de preferência diariamente - dê uma volta pelas áreas que reportam a você. Caminhe entre as mesas, converse com todos, importe-se legitimamente com o seu pessoal. Habitue-os a sua presença e motive perguntas e diálogo. Assim eles perceberão que seu líder é de carne e osso e se envolve com o cotidiano. Essa atitude é gratificante a todos que têm a oportunidade de interagir e principalmente a você, que sairá da sua rotina executiva e poderá olhar para novas oportunidades e perceber outros ângulos.

3 - Reuniões com a base (skip level meetings)
Explique aos seus subordinados que, em intervalos regulares, irá conversar com o pessoal sem a presença de seus superiores. Assim você perceberá se a informação passada a eles realmente permeia para todos os níveis. Também favorecerá o feedback espontâneo. Muitas percepções equivocadas podem ser dissipadas com esta iniciativa. Perguntas respondidas pelo líder ajudam a dissipar mal-entendidos. Mas atenção, não pinte a pílula de dourado, seus colaboradores veriam isso como manipulação.
Quanto menos notícias sobram para a “rádio peão”, melhor. Sim, há assuntos confidencias, mas eles são minoria. Lembre-se de que quanto mais orientados aos objetivos e mais informados os colaboradores, mais fácil será para você delegar e atingir os objetivos corporativos.

Comentários: 0
 

Comente este artigo

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*: