ANÁLISE

RH E VIDA CORPORATIVA

Liderança pelo exemplo


Motive o seu time e busque o que ele tem de melhor


Líderes que buscam alinhamento de seus times sabem que para motivá-los precisam, acima de tudo, fazer o que dizem, conhecido como "walk the talk". Muito tato e cuidado nessa hora, se você é um líder. Não seja demagogo nem menospreze a capacidade do seu pessoal. Eles saberão diferenciar suas intenções facilmente.

Por isso incentive o feedback e torne-se permeável a ele. Escutar posições antagônicas requer treino. É preciso realmente ouvir. Evite rebater a informação ou propor mudanças imediatamente. Isso evidencia uma postura defensiva. Costumamos ser lenientes conosco. Achamos que somos participativos, mas não se engane meu amigo, você, eu e todo mundo temos mecanismos de defesa e os usamos sem parcimônia.

Siga o roteiro. Feedback tem que pedir, o que sinaliza que você o deseja, que é importante para você. Depois é preciso ouvir, de preferência anotar o que esta ouvindo. Na dúvida, pergunte. Mas atenção: não justifique nem iniba o interlocutor. Tente quantificar, peça exemplos, quanto mais específico melhor. Entenda que dar feedback acarreta risco e por isso, caso não exista a confiança necessária ao processo, melhor garantir o anonimato das pessoas envolvidas. Com tempo, reflita sobre o que foi dito, trace um plano de ação que culmine em melhorias na tratativa com o grupo e comunique oportunamente o que fará a respeito do que lhe foi informado.

Grande parte dos problemas pode ser resolvida com comunicação efetiva. Não basta tomar uma decisão. É preciso prestar conta dela para seu pessoal. Explique o porquê das coisas. Use sua posição, que lhe permite enxergar mais longe, para esclarecer ao seu time a razão das suas escolhas. Eles apreenderão com você e assim, como por mágica, as coisas começaram a fluir melhor, com pessoas alinhadas em torno de objetivos conhecidos.

Acostume-se também a oposição, seja por diferença de opiniões, seja pelo fogo-amigo, presente em todos os grupos sociais. Ninguém é obrigado a pensar como você, nem mesmo seus liderados. Ouça atentamente, deixe que outras pessoas do grupo exponham suas ideias. No fim, tome sua decisão levando em conta todos os ângulos e aspectos apresentados. Quando a escolha não tiver sido a melhor, e isso acontece para todos, assuma rapidamente a responsabilidade e busque outra alternativa. Não gaste tempo justificando-se. Esse tempo é precioso para a solução do problema. Tente outra vez, de outra maneira.

Busque no seu time a força da superação, a tenacidade de permanecer tentando até o problema ser resolvido. Mar calmo nunca forma bons capitães. Desenvolva em seu pessoal o gosto pelo novo, pelo desconhecido, pelo difícil, pelo impossível até. Grupos vencedores são, antes de tudo, resilientes e não desanimam diante de adversidades. Reconheça sempre o esforço de todos, promovendo os melhores, ajudando os demais a superarem seus bloqueios. Para finalizar, nunca, mas nunca mesmo, perca seu senso de humor e vá contra seus valores.

Não é fácil liderar, mas desenvolver a si mesmo e aos outros é uma das coisas mais recompensadoras que existem.

Boa sorte!

Comentários: 0
 

Comente este artigo

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*: